segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Palavras de Júnior Marques..

 "- E como me esquecer?

1998 - Jogo em que Claudio López calou o maracanã comecei a olhar com outros olhos a Albiceleste.

Algum tempo depois viria a Copa do Mundo. Cheguei a ganhar a camisa do Dunga de um tio para assistir a Copa, mas a Seleção Brasileira nunca me empolgava. Nunca tive raiva ou torcía contra o Brasil. Simplismente quando menor eu durmía nos jogos e achava um saco.

Até que ví Argentina x Japão, estréia da Copa 1998. Alí começou tudo. Tinha 8 anos na época e me espantei pensando: "Estou torcendo pra Argentina?" -Ficava maluco ao ver Simeone, Verón, Ortega, Claudio López, Batistuta e compania.

Na época que jogava futebol com os amigos, lembro que na época da Copa enquanto todos disputavam a tapa para ser Bebeto, Ronaldo, Rivaldo, enquanto eu simplismente era Batistuta ou Ortega.

Alguns dias depois ganhei a camisa "9" da Copa do meu Pai, oficial. E alí me encantei de vez.

Por isso sempre deixo claro. Torço para a Argentina, não contra o Brasil. Apesar que com o passar do tempo entendemos a rivalidade e talz, acabamos torcendo contra também, claro.

Não me arrependo desta Paixão! Torcer para a Argentina é uma das coisas mais lindas que fiz na minha vida!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário